terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Boas festas e Feliz 2014!


Desejamos à todos os nossos amigos do Sítio Vanessa, às crianças das escolas rurais, às professoras, à todos que nos doaram livros e divulgaram a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e aos amigos que nos acompanham pelo Facebook e pelo blog, um Feliz Natal e um 2014 de muitas felicidades, livros e leituras! Abraços da Dani Carneiro e do Juliano Rocha. http://bibliotecadositio.blogspot.com.br/

Curta a Biblioteca do Sítio Vanessa no Facebook: https://www.facebook.com/bibliotecadositio
Visite o nosso blog Bibliotecas do Brasil: http://www.bibliotecasdobrasil.com/
Dê um curtir no Facebook: https://www.facebook.com/bibliotecasBR

domingo, 15 de dezembro de 2013

Distribuição de livros para alunos das escolas rurais do Anhaia

No dia 11/12/13 fizemos uma distribuição de livros nas escolas rurais de Anhaia e Rodeio, localidades da Estrada do Anhaia em Morretes, na Serra do Mar do Paraná. As crianças puderam escolher os livros e gibis para levar pra casa de presente, e todas ganharam uma sacolinha com duas revistas de colorir, que recebemos de doação. As professoras montaram cantinhos da leitura nas duas escolas, e as crianças podem emprestar livros livremente.

Agradecemos aos que doaram livros e tornaram possível a realização desse projeto, ao Edemilson Pereira, nosso parceiro na Biblioteca do Sítio Vanessa e sua família que sempre nos receberam tão bem, e às professoras Rosiele Comunello, Rosângela Comunello e Sirlei Apolinário que abriram as portas das escolas para a nossa ação de incentivo à leitura.

Em 2011 fizemos o primeiro evento literário no Sítio Vanessa para os alunos do pré até o 5º ano. Muitos deles já se despediram das escolas e mudaram para outras. Realizamos eventos semestrais desde então, sempre direcionados para o incentivo à leitura, distribuição gratuita de livros, incentivo ao esporte com doação de materiais esportivos e conscientização para a preservação do meio ambiente. Acesse o blog da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e conheça a história.

Distribuição de livros na Escola Rural de Anhaia

Escola Rural de Rodeio

Galerinha reunida

Livros de dinossauros fazem o maior sucesso!

Aluninhos da alfabetização com leituras para as férias e revistinhas para colorir.

Os alunos do 5º ano participam dos nossos eventos de incentivo à leitura desde 2011

A alegria que os livros e gibis proporcionam

A doação e a circulação de livros é de extrema importância para que ações de incentivo a leitura como essa possam ser realizadas.

Cartinhas que os amigos da internet escreveram para os alunos, obrigada pessoal!

Cinderela que tanto encanta

Valeu pessoal, obrigada à todos que doaram, participaram, escreveram, divulgaram, torceram e que ajudaram de alguma forma.





Leia mais:

Daniele Carneiro e Juliano Rocha
Bibliotecas do Brasil: contato@bibliotecasdobrasil.com
Fotos: Juliano Rocha

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa não aceita doações de livros didáticos!

A Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa tem recebido muitos emails com ofertas de livros didáticos. Reforçamos nossa posição: NÃO ACEITAMOS DOAÇÕES DE LIVROS DIDÁTICOS. Eles não servem para iniciar uma criança ao mundo da leitura dentro da proposta de nossos eventos, ou para uma leitura prazerosa, eles são de uso em SALA DE AULA com o apoio pedagógico das professoras. As crianças das escolas rurais já recebem seus livros didáticos diretamente nas escolas, e não através da gente. Só aceitamos doações de livros infantis e gibis para crianças e livros de literatura para adultos. Pessoal do Sítio Vanessa: não aceitem doações de livros didáticos em nome da Biblioteca, nem de pessoas que dizem ter visto *pela internet*. Já publicamos por aqui inúmeras vezes que esses livros didáticos, assim como enciclopédias antigas e livros jurídicos não tem utilidade para as nossas atividades e eventos. Leia o post: http://bibliotecadositio.blogspot.com.br/2012/12/livros-didaticos.html

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Cartinhas para as crianças do Anhaia

Estava pensando em uma forma de alegrar as crianças lá do Anhaia, na região rural de Morretes, onde realizamos com nosso amigo Edemilson e com as professoras Rosângela, Rosiele e Sirlei eventos semestrais de incentivo à leitura nos quais distribuímos livros gratuitamente para cerca de 60 crianças dos 4 aos 13 anos de idade. A ideia que surgiu foi de convidar os nossos leitores, amigos, seguidores e colaboradores para escrever bilhetinhos ou cartinhas com mensagens de incentivo à leitura, que entregaremos para elas. Será muito legal para elas saberem que existem pessoas que apoiam essa entrada delas no mundo da leitura, e que além dos livros que são doados, também torcem pelo desenvolvimento delas ao longo de suas vidas de estudantes e de leitoras.


Que tal participar enviando uma cartinha para elas? São crianças bem pequenas até as maiorzinhas, já no início da adolescência. Envie poesias, contos, pequenas histórias, relatos, bilhetinhos e cartinhas com todo o carinho, incentivando-as à continuar lendo, sem nunca perder a curiosidade pelo mundo dos livros.


Lá no Sítio não tem endereço certo, porque a estrada é rural, mas expresse seu desejo de enviar uma cartinha através do e-mail contato@bibliotecasdobrasil.com que a gente passa o endereço para você. Ou mande um e-mail bem caprichado que a gente imprime e entregamos pessoalmente para o Edemilson, para as professoras e para as crianças.


Comece a escrever seu bilhetinho e entre em contato com a gente. :)
contato@bibliotecasdobrasil.com

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Autora Graciela Mayrink faz doação para Biblioteca do Sítio Vanessa


O livro "Até eu te encontrar" da escritora Graciela Mayrink chegou ao Sítio Vanessa e foi entregue para o Edemilson Pereira, dono do Sítio, coordenador da biblioteca e nosso parceiro de projeto. Agradecemos imensamente a doação, obrigada Graciela!


Estamos com duas caixas de livros infantis e gibis aqui em Curitiba, são mais de 500 exemplares recebidos do curso de Pedagogia presencial da Uninter, e da doadora Neide Labbate que nos procurou através do Facebook e enviou uma doação de livros de Sete Lagoas, Minas Gerais. Os livros estão prontinhos para viajar, apenas aguardando um ok do pessoal de Morretes, do Edemilson e das professoras, para distribuirmos aos alunos das escolas rurais de Anhaia e de Rodeio. Dessa forma as crianças poderão ter a companhia de livros e gibis nas férias de verão. Aviso aos visitantes: quando for ao Sítio Vanessa, empreste um livro, ou doe livros de literatura em boas condições de leitura.

Os livros que recebemos de doação e não se encaixam no perfil dos leitores da Biblioteca do Sítio nós sempre enviamos para outros projetos de incentivo à leitura, como as Minibibliotecas de Araucária, a Matinfeira, a Biblioteca Livre da agência dos Correios de Guaratuba, a Biblioteca Livre do Tio Zizo, e as bibliotecas da iniciativa "Leia, empreste ou devolva" que ajudamos a montar. Enfim, são diversas bibliotecas comunitárias e projetos de incentivo à leitura que colaboramos em Curitiba, na região metropolitana e no litoral, e que podem ser conhecidas no blog Bibliotecas do Brasil, e que qualquer pessoa pode ajudar, doando livros, ou participando como leitores e divulgadores.

Agradecemos à todos que nos doam livros, divulgam nosso trabalho, e aqueles que abrem suas casas e corações para os livros e para a leitura. A leitura nos torna pessoas mais realizadas. Muito obrigada à todos!

Acompanhe o Facebook da Biblioteca do Sítio Vanessa: https://www.facebook.com/bibliotecadositio
Dê um curtir no Facebook do nosso blog Bibliotecas do Brasil: https://www.facebook.com/bibliotecasBR

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Saiba como doar livros para bibliotecas comunitárias e projetos de incentivo à leitura


Pessoal! Novamente o Itaú está distribuindo gratuitamente livros infantis. Todos os anos eles fazem esta campanha. Qualquer pessoa pode pedir, valendo um CPF por pedido. Mesmo aqueles que não têm filhos pequenos podem fazer o pedido nesse link e doar os livros para uma biblioteca comunitária, um projeto de incentivo à leitura ou um grupo solidário que trabalhe com crianças e leitura. Qualquer pessoa que tenha CPF pode fazer o pedido, e isso aumenta o número de crianças que possam recebê-los. Olha o link aí, é bem fácil e só leva 1 minutinho! Peça livros para escolas que não têm bibliotecas (como é o caso das escolas rurais da Estrada do Anhaia em Morretes), creches e outras instituições que precisam de livros, ONGS ou grupos voluntários que não têm recursos para montar uma biblioteca, nem apoios governamentais, mas que trabalham com o incentivo à leitura, como é o caso da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e tantas outras. Peça para os seus filhos, para as crianças da sua família, depois é só doar e continuar a circulação de livros. Faça com que os livros cheguem às mãos das crianças.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Curso presencial de Pedagogia da Uninter doa livros para Biblioteca do Sítio Vanessa

AGRADECIMENTO



Recebemos uma doação maravilhosa da Claudia Mara de Almeida, coordenadora do curso superior presencial de Pedagogia da UNINTER, em Curitiba/PR. A coordenação do curso junto aos seus alunos no período de 14 a 24 de setembro, participaram da Mostra de Responsabilidade Social Universitária. A arrecadação de livros infantis e gibis para a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa foi a atividade do curso na Mostra. Os livros serão distribuídos para os alunos do pré ao 5º ano (entre 4 e 12 anos) das escolas rurais das localidades de Anhaia e de Rodeio, na Estrada do Anhaia em Morretes/PR, em evento a ser realizado pelos coordenadores da Biblioteca do Sítio em parceria com as professoras das escolas rurais. Foram doados livros infantis, gibis e revistas de atividades de acordo com o perfil das crianças o que nos deixou emocionados e muito agradecidos.

Obrigada à coordenadora Claudia e aos alunos e alunas do curso de Pedagogia presencial da UNINTER.

Em breve faremos o evento no Anhaia e divulgaremos por aqui as fotos da entrega deles para as crianças da área rural de Morretes. Obrigada à todos por tornarem a realização do nosso evento possível através da prática da doação de livros e da solidariedade. Agradecemos imensamente.

Daniele e Juliano
contato@bibliotecasdobrasil.com

domingo, 15 de setembro de 2013

Biblioteca do Sítio Vanessa estava presente no evento Te Encontro no Guido em Curitiba


Falamos da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa no encontro com representantes de projetos de incentivo à leitura e bibliotecas comunitárias que aconteceu no Centro de Artes Guido Viaro em Curitiba, na última sexta-feira. O exemplo do nosso amigo Edemilson Pereira, e os nossos relatos sobre as atividades que realizamos com as crianças das escolas rurais do Anhaia, são momentos muito bacanas que levamos sempre com a gente, e falamos à respeito quando temos a oportunidade, sempre na expectativa de que mais pessoas se organizem para levar a leitura aos mais diversos lugares e pessoas. Leia como foi o evento no blog Bibliotecas do Brasil. Agradecemos imensamente à Priscila Angélica Sehnem do projeto Passagens Literárias, a Fabiana Medeiros e todo o pessoal do Centro d  Artes Guido Viaro por essa oportunidade.


terça-feira, 10 de setembro de 2013

Curso de Pedagogia da Uninter arrecada livros para a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa


A coordenação do curso superior presencial de Pedagogia do Centro Universitário Uninter de Curitiba, no período de 14 a 21 de setembro participará da Mostra de Responsabilidade Social Universitária. A coordenação do curso junto aos seus alunos está fazendo uma arrecadação de livros infantis e gibis, para a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, como atividade do curso na Mostra. A campanha começou hoje, 10/09/2013 e seguirá até o dia 21 de setembro. Você tem livros infantis e gibis em boas condições de uso para doar? Aproveite essa oportunidade! Liberte seus livros para pouco mais de 50 crianças do pré ao 5º ano das Escolas Rurais de Rodeio e Anhaia, duas localidades da Estrada do Anhaia em Morretes/PR.

Contato da coordenação do curso de Pedagogia da Uninter: (41)2102-4922 - (41)8453-0936
Cordenadora: Claudia Mara de Almeida.
Rua do Rosário, 147 – Centro
Curitiba - PR

Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa
Coordenadores: Daniele Carneiro, Juliano Rocha e Edemilson Pereira
bibliotecadositio@gmail.com

domingo, 1 de setembro de 2013

Arrecadação de livros da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa


Essas são as arrecadações que conseguimos até agora para a realização de um evento no segundo semestre da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, com as crianças das escolas rurais da Estrada do Anhaia. Como podem perceber, ainda são poucos exemplares, insuficientes para empréstimo livre para as 55 crianças. Você tem livros infantis, gibis e revistas de atividades, que estejam em boas condições de uso, e possam ser encaminhadas imediatamente para novos leitores? Colabore conosco. Sem doações não poderemos realizar nosso evento, por isso contamos com a solidariedade de voluntários, colaboradores e simpatizantes da nossa biblioteca. Livros e gibis relacionados ao mundo da natureza, animais e dinossauros fazem muito sucesso. Livros de princesas, e com temática adolescente também. Olhe nas suas estantes, quem sabe tem algum exemplar para colaborar. Quem puder entre em contato  As doações podem ser entregues em Curitiba, em lugar a combinar, em São José dos Pinhais ou enviadas pelo correio. Agradecemos imensamente.

Mais informações esse post: http://bibliotecadositio.blogspot.com.br/2013/03/voce-tem-livros-para-doar.html

Outras doações que recebemos: http://bibliotecadositio.blogspot.com.br/2013/01/o-que-vai-ter-na-biblioteca-do-sitio-em.html

Leia esse post sobre doações de livros: http://bibliotecadositio.blogspot.com.br/p/doacoes.html

sábado, 10 de agosto de 2013

Recados Solidários


Recados Solidários é o mural do blog Bibliotecas do Brasil que ganhou vida própria, e um layout bonitão onde a gente pode divulgar as iniciativas voluntárias, os projetos de incentivo à leitura, as bibliotecas atuantes, as campanhas de arrecadação de livros, agasalhos, alimentos, as feiras de adoção de animais, e serviços gratuitos para as comunidades. Quem quiser participar, comentar, enviar eventos e campanhas, sinta-se à vontade! Nosso email: bibliotecasbr@gmail.com Conheça o blog e participe das divulgações. http://recadosbibliobr.blogspot.com.br/ Todos unidos para compartilhar solidariedade!

Recados Solidário no Facebook: https://www.facebook.com/recados.solidarios
Blog: http://recadosbibliobr.blogspot.com.br/

Bibliotecas do Brasil no Facebook: https://www.facebook.com/bibliotecasBR
Blog: http://www.bibliotecasdobrasil.com/

terça-feira, 2 de julho de 2013

Colabore com a Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa


O acervo da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa está instalado na sala da casa da Dona Josefa, num armário que seu filho, Edemilson Pereira, restaurou especialmente para abrigar os livros, numa comunidade rural de Morretes, na Serra do Mar do Paraná. A biblioteca é doméstica pois funciona dentro de casa, é comunitária pois é acessível aos amigos, parentes, visitantes e também as pessoas das comunidades da Estrada do Anhaia, e livre, onde o empréstimo é feito sem burocracia. Se reúnem aos sábados Dona Josefa, suas filhas e primas para fazerem pães caseiros que abastecerão boa parte da família durante a semana. A Dona Josefa tem uma preferência especial por livros sobre gatos. Ela é apaixonada pelos gatinhos, e além de ter muitos em seu quintal, também gosta de ler livros sobre eles.
A Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa precisa de doações de livros em boas condições de uso para leitores adultos e também para crianças. Contamos com pessoas solidárias para colaborar conosco. Acesse nosso blog e saiba como doar livros e outros materiais necessários para as novas atividades educativas.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Incentivo à leitura & ao esporte


Essas são as ações que já realizamos na Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa inspirados pelos grandes eventos esportivos que serão realizados no Brasil, a Copa do Mundo 2014 e as Olimpíadas 2016. Pensando em crianças das áreas rurais de todo o Brasil que vão acompanhar os eventos esportivos apenas pela televisão (as que tiverem uma), nós fizemos ações inspirados nesses eventos, para aproximar as crianças de práticas esportivas e exercícios físicos. Para que elas pudessem conhecer não só o futebol, mas também o vôlei, o basquete, o ping pong, o judô, a natação, a ginástica olímpica e tantos outros, que são distantes da realidade delas. Usamos materiais esportivos doados por colaboradores da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e livros e gibis que falavam de esportes.

Nas escolas rurais de Morretes não existe professores nem aulas de educação física, nem atividades esportivas, ou qualquer tipo de incentivo e investimento financeiro para a formação de atletas. Essa é a realidade inúmeras escolas nas área rurais do Brasil. Inspirados pela Copa do Mundo 2014 e pelas Olimpíadas 2016 fizemos essas ações voluntárias, com a ajuda do Edemilson Pereira e das professoras Rosiele Comunello, Rosângela Comunello e Sirlei Apolinário, sempre valorizando a busca pelo conhecimento, incentivando a leitura e a prática do esportes (inclusive o futebol) com livros e gibis que falam de esportes. Crianças leitoras, futebol e demais esportes combinam muito bem.

O investimento no esporte, na atividade esportiva, na formação de atletas, na contratação de professores de educação física, na formação de atletas nas categorias de base, não é a mesma coisa que o investimento na Copa da Fifa e nos investimentos em obras públicas para um evento particular. Temos que diferenciar o que é um investimento válido na prática de esportes e desenvolvimento de atletas, além do incentivo à prática esportiva para crianças em escolas, da gastança em estádios monumentais que serão abandonados após a Copa.

Um é tão importante quanto o outro. A educação deve ser priorizada em relação às obras públicas para a Copa do Mundo. Esporte e educação devem caminhar juntos pois são complementares. 

Conheça as atividades que realizamos com as crianças das escolas rurais de Morretes que uniram incentivo à leitura, futebol e demais esportes:

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Um blog para bibliotecas do Brasil

Essa é a nossa história contada na matéria de Luiz Henrique Gurgel do site Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.

Tudo começou com uma biblioteca comunitária numa área rural do Paraná, carente de projetos de incentivo à leitura. A iniciativa cresceu em parceria com professoras de escolas rurais da região e hoje, por meio de um blog, o grupo forma uma rede que troca experiências com projetos de todo o país.
Dona Josefa e Edemilson Pereira, donos do Sítio Vanessa e leitores

“Oh! Bendito o que semeia/ Livros... livros à mão cheia.../ E manda o povo pensar! /O livro caindo n'alma /É germe — que faz a palma, /É chuva — que faz o mar”. Os famosos versos de Castro Alves (do livro Espumas Flutuantes, de 1870) bem que poderiam servir de legenda para uma dupla de estudantes universitários de Curitiba (PR). É que desde 2011, por meio de um blog – o Bibliotecas do Brasil –, eles divulgam, incentivam e trocam experiências sobre a criação de bibliotecas comunitárias e projetos de incentivo à leitura por todo o país.


Os voluntários Daniele Carneiro e Juliano Rocha entraram para o mundo das bibliotecas livres comunitárias quase sem querer. Um amigo pediu ajuda ao casal para montar uma biblioteca numa pequena comunidade rural, sem acesso a livros ou a projetos de leitura, na Serra do Mar paranaense, próxima à cidade de Morretes. Assim nasceu, na Estrada do Anhaia, a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa que funciona na sala de estar da casa dos proprietários. Para propagar a experiência, os fundadores também criaram um blog que conta a história do projeto e fala das atividades realizadas por lá.

“Fizemos arrecadação de livros através do Facebook/Twitter junto aos amigos, familiares e ex-professores. Por meio de doações conseguimos montar um acervo com mais de mil livros e fizemos vários eventos paras as crianças da Estrada do Anhaia, onde fica a biblioteca. Ela é livre, não precisa de cadastro, carteirinha, apresentação de documentos, é só pegar um livro emprestado e levar”, conta Daniele.

Juliano Rocha, Daniele Carneiro e Edemilson Pereira, idealizadores da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa

Região carente de espaços culturais, a biblioteca do sítio se transformou num pequeno centro cultural, pois além de emprestar livros, passou a organizar encontros com autores, passeios, atividades de educação ambiental e oficinas do livro, atraindo moradores e estudantes das escolas da região. Segundo Daniele, a parceria com escolas e professores foi fundamental: “Esses eventos não seriam possíveis se não tivéssemos o apoio das professoras das escolas rurais da Estrada do Anhaia”, afirmou.

Crianças das escolas rurais de Anhaia e Rodeio, dois bairros da Estrada do Anhaia, região rural de Morretes na Serra do Mar do Paraná


De um blog local para um blog nacional

O blog Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa virou o principal canal de divulgação do projeto e outras bibliotecas comunitárias ou grupos com iniciativas parecidas em várias partes do país começaram a se comunicar com Daniele, Juliano e o grupo do Sítio Vanessa. Daí foi um passo para criar um novo blog, mais abrangente: “Com essa troca de ideias constante, decidimos criar o blog Bibliotecas do Brasil para colocar no mapa iniciativas de incentivo à leitura e bibliotecas comunitárias que nos procuravam”, explica a estudante.


Virou fonte de referência para esse tipo de projeto, possibilitando contatos, intercâmbios e tornando conhecidas várias iniciativas voltadas ao incentivo à leitura. O blog traz dicas e fala de experiências que podem facilitar a vida de quem pretende criar bibliotecas comunitárias e despertar o interesse pela leitura em locais sem bibliotecas e que sofram com a falta de programas de incentivo.

A experiência com esse primeiro blog serviu de incentivo para novas ações dos próprios blogueiros, Daniele e Juliano. “A partir do momento que começamos a publicar textos, começamos a montar também pequenas bibliotecas livres em lugares que frequentamos, ou que conhecemos, como por exemplo, um café, um restaurante”. Até uma loja de equipamentos para escaladas e acampamentos reservou espaço para os livros. Os clientes podem escolher e levar livros para suas viagens e aventuras (clique aqui e conheça a loja).

Em abril, o blog deu início ao seu primeiro concurso cultural: “Fotografe sua biblioteca”. A ideia é “conhecer a cara das bibliotecas brasileiras”. Basta tirar uma foto da fachada de qualquer biblioteca da cidade em que o participante more. As melhores serão publicadas no blog. E a foto mais bonita ganha o livro As 100 melhores Histórias Eróticas da Literatura Universal, da Ediouro. O concurso termina no dia 22 de junho.

Como militantes da causa, a dupla que semeia livros e bibliotecas explica todas essas ações: “Queremos fazer uma difusão do pensamento e do conhecimento de que qualquer pessoa e comunidade podem começar suas próprias bibliotecas do zero, sem nenhuma ajuda oficial, se assim desejarem”

Castro Alves assinaria embaixo.

sábado, 25 de maio de 2013

A revolução comunitária através das hortas orgânicas

Michelle Obama impulsiona fenômeno das hortas comunitárias nos EUA

Durante os últimos anos, os Estados Unidos viram florescer o fenômeno das hortas comunitárias, uma aposta em um estilo de vida saudável que tem sua primeira-dama, Michelle Obama, como principal apoiadora. Desde que seu marido chegou à presidência em 2008, Michelle fez da luta contra a obesidade infantil e da defesa dos hábitos alimentares saudáveis seus grande objetivos, chegando a plantar sua própria horta no jardim localizado atrás da residência presidencial e defendendo publicamente que os cidadãos realizem iniciativas similares. "A ideia da horta da Casa Branca não é única. As plantações comunitárias são um pilar neste país desde os EUA rural até meu próprio bairro no sul de Chicago (Illinois)", disse a primeira-dama na semana passada, durante um ato no qual autografou exemplares de seu livro sobre o assunto.

Maria cuidando da horta orgânica do Sítio Vanessa

Segundo a definição dada pela Associação Nacional das Hortas Comunitárias (NCGA, na sigla em inglês), uma horta comunitária é "qualquer pedaço de terra cultivado por um grupo de pessoas, tanto num contexto urbano, como suburbano e rural, onde crescem hortaliças, frutas e ervas aromáticas". "Nosso objetivo inicial foi o de manter e fomentar os espaços verdes dentro de grandes cidades dos EUA e Canadá. Daí nos expandimos para incluir todas as partes do país, tanto subúrbios como o próprio campo", explicou à Agência Efe o presidente da NCGA, Bobby Wilson, que há mais de 40 anos estimula iniciativas deste tipo. "Comecei na década de 1970 em Saint Paul (Minnesota), onde o sistema de escolas públicas da cidade decidiu criar uma horta que seria cuidada por crianças na estufa municipal. Eu ajudei a começar outras hortas comunitárias, primeiro a de Jackson (Mississipi) e depois em Atlanta (Geórgia)", onde reside atualmente.

Os últimos cálculos da NCGA cifram em mais de 20 mil o número de plantações destas características em todo o país - em 1996, era de apenas 6.020. "Outro dia conheci uma horta comunitária em um parque de Chicago onde passei muito tempo na infância", contou a primeira-dama na semana passada. As razões para o cultivo doméstico são, segundo uma pesquisa da NCGA, obter produtos frescos mais saborosos (58%), economizar dinheiro nas compras (54%), obter comida de maior qualidade (51%) e conhecer com garantias de onde procede o que se consome (48%). Além disso, Wilson ressaltou a "melhoria da qualidade de vida" dos participantes, já que as hortas comunitárias constituem "um catalisador do desenvolvimento" que estimula a interação social, melhora a auto-estima, embeleza os bairros e promove momentos de atividade intercultural.


Horta orgânica do Sítio Vanessa cultivada pelos seus moradores

"Gosto muito de trabalhar na horta. Temos uma bem grande na escola, no qual plantamos milho, tomate, alface e flores", afirmou à Agência Efe Gabriela López, uma jovem estudante da escola Arthur D. Healey, em Somerville, no estado do Massachusetts, que foi convidada em abril por Michelle Obama, junto com outras 20 crianças, para plantar trigo e espinafre na horta da Casa Branca. Na NCGA é avisado que começar uma horta comunitária não é um processo rápido, especialmente se há o desejo de que esta dure vários anos. A organização aconselha, entre outras medidas, o cuidado na hora de escolher o terreno: este deve receber pelo menos seis horas de sol diárias, e é preciso realizar antes do plantio um exame sobre a qualidade e a quantidade de nutrientes e metais contidos no solo. Outra recomendação é determinar como serão distribuídas as tarefas: quais serão as de cada pessoa, se será reservada uma parcela para o lazer e aprendizagem das crianças, como serão pagas as despesas como água, ferramentas, etc. Em pleno apogeu deste fenômeno que atravessa barreiras culturais e geracionais, os agricultores domésticos agradecem o apoio recebido por Michelle Obama. "Ela nos deu uma plataforma para ser projetada em todo o país e que até agora era impensável. Podemos dizer que temos uma amiga na Casa Branca", finalizou Wilson. - Fonte:  Terra

Terreno dos fundos da Escola Rural Municipal de Anhaia. Durante um período ocorreu o curso de Agricultura Familiar para adultos, durante o período da noite,
mas o curso não existe mais, e o local onde havia a horta dos participantes do curso foi dominado pela vegetação.

Fundos da Escola Rural Municipal de Anhaia: um grande espaço que poderia abrigar um parque para lazer e atividades físicas para os alunos e também uma horta comunitária.


Veja o vídeo:



Leia também:

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Doação consciente

É importante que você doe livros, mas cuidado com pessoas mal-intencionadas. Conheça o destino que seus livros terão após doá-los. Tenha certeza de que sua contribuição será útil para muitos.


Acesse o blog Bibliotecas do Brasil e conheça algumas dicas sobre como saber se os seus livros estão sendo doados para uma campanha, instituição ou biblioteca confiáveis. Leia o artigo.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Ao visitar o Sítio Vanessa, doe livros!


Atenção pessoal que visita o Sítio Vanessa na Estrada do Anhaia,


Nós ajudamos a montar a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, mas você também pode colaborar. Quando for ao Sítio Vanessa, leve um livro de literatura para doar. Em boas condições para leitura. Pode ser infantil, para adolescentes ou para adultos. Assim você colabora com o acervo e renova o ciclo de leitura da bibliotequinha.

Mas lembre-se: enciclopédias e apostilas não servem para a biblioteca do Sítio. Lá o pessoal tem interesse por livros de literatura.

Revistas: apenas de artesanato.

Não doe livros rabiscados, rasgados, manchados, mofados ou com cheiro ruim, é falta de consideração com o leitor. Já pensou doar um livro se desmanchando? A pessoa não tem como ler aquilo.

Seja um doador consciente.
Você também pode emprestar um livro do acervo e ampliar seu repertório de leituras. Aproveite!

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Precisamos valorizar as escolas rurais


Esses são os alunos da Escola Rural Municipal de Canhembora, localizada em Morretes/PR. São os aluninhos da Professora Anecy Oncken, que vocês já conhecem de diversos posts no nosso blog. Precisamos valorizar o trabalho das professoras das escolas rurais do Brasil, e principalmente, melhorar a estrutura das escolas e oferecer o melhor para essa geração. Não dá para deixar para o semestre que vem, para o ano que vem, para as próximas gerações. Essas crianças são o futuro de Morretes e do Brasil. Precisamos valorizar o trabalho dos professores rurais e melhorar muito a estrutura das escolas agora. Vamos olhar com mais carinho para esse pessoal? Acesse o blog da Professora Anecy e conheça seu trabalho: http://aneoncken.blogspot.com.br

Foto: Sandro Venturoso de Queirós

terça-feira, 30 de abril de 2013

Carimbo para bibliotecas livres comunitárias

Esse é o carimbo que eu e o Juliano encomendamos para utilizar nos livros que vamos disponibilizar em quatro bibliotecas livres que serão montadas em estabelecimentos comerciais, um localizado no bairro Uberaba, um na CIC (Cidade Industrial de Curitiba), outro no Boqueirão e uma loja no Xaxim. Os clientes desses locais poderão emprestar livros livremente, sem a menor necessidade de apresentar documentos, fazer carteirinha, ou ter data para a devolução. Queremos com essa iniciativa promover o acesso aos livros para as pessoas durante o intervalo de trabalho, para quem estiver apenas de passagem pelo local, e também aos funcionários, seus amigos e parentes.

Empréstimo livre de livros funciona assim: O leitor é livre para emprestar o livro e levar para casa e devolvê-lo quando achar que deve. É livre para fazer a leitura a seu tempo, sem pressa, não tem data de devolução. O leitor é livre para emprestar a outra pessoa. Se quiser levar para uma viagem para ler, e libertar esse livro em outra cidade para que uma pessoa encontre-o, é livre para isso.

Detalhe do carimbo: Leia, Empreste ou Devolva

Livro carimbado e pronto para começar a circular. Fotos: Dani Carneiro

Os frequentadores desses estabelecimentos serão incentivados a doar livros que já leram, e que quiserem compartilhar com a comunidade de leitores, e assim mantê-los em circulação. Nos inspiramos no conceito de biblioteca livre da Bibliopote, projeto de Alessandro Martins, para montar essas pequenas bibliotecas livres.
*Caso queira utilizar esta arte em outras bibliotecas comunitárias, sintam-se à vontade, é só baixar o arquivo neste link (http://goo.gl/2Exf0) e mandar fazer em qualquer local que confeccione carimbos.


Daniele Carneiro / Arte: Juliano Rocha
bibliotecasbr@gmail.com

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Oficina do Livro da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa

Em comemoração ao Dia Nacional do Livro Infantil (18/04/2013), realizamos a Oficina do Livro para os alunos das escolas rurais da Estrada do Anhaia, em Morretes/PR. Esse é um trabalho voluntário que realizamos com a ajuda do Edemilson Pereira, dono do Sítio Vanessa, junto com as professoras Rosângela Comunello, Rosiele Comunello e Sirlei Apolinário. Nós levamos os livros que foram doados pelo pessoal da SBEE e várias outras pessoas que simpatizam com a nossa iniciativa solidária.

Na oficina conversamos sobre os elementos que compõem os livros como a capa, as páginas, a história, os personagens, o texto, e as ilustrações. Foi um bate-papo bem gostoso. As crianças mencionaram o conhecimento que elas obtêm a partir da leitura, e a importância de cuidar dos livros para que eles não estraguem. Expliquei para as crianças como funciona uma biblioteca livre, e como é legal emprestar os livros para outros colegas, aos irmãos, aos primos, à família, sem aquela preocupação com a devolução do livro. Expliquei para as crianças que os livros podem ser levados para casa, emprestados para outras pessoas que elas conheçam, e que se elas quiserem, podem devolver para a escola, assim outras crianças poderão emprestar esses mesmos livros. Mas ressaltei que se elas quiserem ficar com os livros, tudo bem. Nossa iniciativa é deixar os livros livres.


Primeiro visitamos os alunos da Escola Rural Municipal de Rodeio

Cantinho da leitura, onde os alunos podem emprestar livros

Oficina do Livro com alunos do 3º ano

Falamos sobre os elementos que compõem um livro: capa, páginas, história, ilustrações, personagens, etc.

Cartão do Dia do Livro Infantil

Todo mundo reunido

Depois seguimos para visitar duas turmas na Escola Rural de Anhaia

A Escola Rural Municipal de Anhaia passou por uma pintura e a aparência da fachada ficou bem melhor

Mas no fundo da escola o mato está alto. Um espaço enorme que poderia servir para atividades esportivas, de arte-educação ou até mesmo para a instalação de brinquedos para os alunos. O material esportivo já conseguimos, agora só precisa um local adequado para as brincadeiras.

Oficina do Livro rolando

Pessoalzinho gente fina!

O Douglas sempre tem uma história hilária para contar

Empréstimo dos livros

Leituras!

Foto para guardar na lembrança a Oficina do Livro

Quando chegamos os alunos da alfabetização (pré e primeiro ano) estavam bem quietinhos

Mostrei alguns detalhes do livro para as crianças que estão iniciando a alfabetização

Os livros de mamíferos, animais de todas as espécies e dinossauros deixam os alunos assim: concentrados!

De repente um livro chamou a atenção e os alunos da alfabetização "desapareceram" comigo! Eu estou naquele meio.

As meninas curtem livros sobre princesas

 A Oficina do Livro foi bem produtiva, as crianças adoram conversar sobre livros e sobre o que aprendem com eles

Ganhei até abraço duplo no final da Oficina!

Conheça os outros eventos que já fizemos em parceria do Edemilson e das professoras para os alunos das escolas rurais da Estrada do Anhaia