sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Conexões Comunitárias

O nosso blog virou referência para muitas pessoas que mantém suas próprias bibliotecas comunitárias em suas comunidades e bairros. Fico muito feliz por ter conhecido tantas pessoas ao longo desse último ano que já têm suas iniciativas voltadas para o incentivo à leitura, e tantas pessoas que sozinhas, conseguiram implantar atividades educativas contraturno para crianças e adolescentes em suas comunidades, através de  bibliotecas livres comunitárias, da união entre vizinhos, colegas de trabalho, colaboradores, estudantes, professores, voluntários, mães e amigos.

Edemilson e Dani Carneiro

Através da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e da Freguesia do Livro, os dois projetos com os quais eu e o Juliano colaboramos no desenvolvimento de projetos, arrecadando e distribuindo livros para as bibliotecas comunitárias, através de transporte solidário, divulgando, e participando através de atividades culturais voltadas para a leitura e educação, fazendo com que os livros cheguem até as mãos dos leitores, conhecemos pessoas de Morretes, de Belo Horizonte, de Curitiba, de Guaratuba, da Holanda, de Portugal, de Goiânia, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e tantos outros lugares, todas interessadas em realizar dentro de suas próprias cidades uma sensibilização para arrecadar livros que estão esquecidos em caixas, sem uso em estantes empoeiradas, e fazê-los chegar até as mãos de pessoas que não têm tempo de se deslocar até uma biblioteca, ou que simplesmente não são assistidas por uma biblioteca nas regiões onde moram, ou simplesmente não têm acesso aos livros.

Dona Josefa

O que nós temos em comum é a vontade de conseguir conquistar mais participantes para o mundo da literatura, tornar o livro um objeto natural e querido nas mãos de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. Cada criança que passa a tarde em um local como a Biblioteca Amigo Livro de Guaratuba, ou como a Biblioteca Ler é Bom de Goiânia, ou envolvidas nas atividades do G-Mão (Grupo de Mãos em Ação) em Gravataí, são horas a menos em que elas estão expostas à períodos ociosos, na rua, sem atividade, sem ocuparem suas cabeças com o benefício que livros, um pouco de atenção e atividades culturais trazem às suas vidas. Esses espaços culturais para as crianças e adolescentes do bairro, ainda que sejam iniciativas individuais de algumas pessoas, são vitórias coletivas, pois agora elas têm um local para viver e aprender valores e noções de responsabilidade. Tudo se renova, se transforma quando passamos a integrar as pessoas ao mundo da leitura, dos livros, da literatura.

Dona Josefa e Dani Carneiro

Conheça o Facebook da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa e o nosso Twitter, @bibliodositio. Aqui no nosso blog podem ser encontradas dicas para montagem de uma biblioteca comunitária, dicas para arrecadação de livros, parcerias, fotos de móveis e decoração com material reciclável e madeira de demolição, além de todas as entregas de livros que já fizemos no Sítio Vanessa, e os eventos e atividades educativas realizadas com as crianças das escolas rurais da Estrada do Anhaia.

0 comentários:

Postar um comentário