quinta-feira, 7 de junho de 2012

Experiências

Desde que iniciamos a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa em 23 de junho de 2011, juntamente com nosso parceiro de projeto, o Edemilson Pereira, entramos em contato com pessoas dos mais variados lugares, interessadas em montar bibliotecas, em ajudar com doações de livros, e colaborar conosco de alguma forma. A ideia inicial era a de levar livros para pessoas que não têm acesso facilitados à bibliotecas, onde não há sequer a existência de uma biblioteca.

Conforme a biblioteca foi crescendo, nós resolvemos ampliar as atividades dela. Fizemos dois eventos bem sucedidos voltados para as crianças das escolas rurais da Estrada do Anhaia. Um deles foi o 1º Passeio Educativo da Biblioteca Sítio Vanessa, onde proporcionamos uma visita ao Sítio, agregada à uma aula de educação ambiental, e apresentação do acervo da biblioteca para as crianças. Nesse evento reunimos 22 pessoas (sendo 15 crianças). Foi algo totalmente inédito, que fizemos por iniciativa própria. Já existia uma vontade por parte das crianças das escolas rurais em visitar o Sítio Vanessa, e também por parte do Edemilson, em levar o pessoal para conhecer o Sítio. Foi uma atividade bem diferente do que elas estão acostumadas a fazer, e marcou muito na memória delas.

Professora Sirlei e as crianças conhecendo os livros da Biblioteca do Sítio Vanessa

Crianças das escolas rurais lendo no Sítio Vanessa

Tive a oportunidade de constatar isso 7 meses após o passeio educativo, quando a Editora Estronho  de Belo Horizonte nos contemplou com seu projeto Estronho Social, e a possibilidade de levar autores de livros infantis e de literatura fantástica para conhecer as crianças, e realizarmos um Bate-Papo Literário na Estrada do Anhaia. O evento envolveu 54 crianças do pré até a 5ª série. Muitos alunos vieram me procurar para contar os motivos de não terem participado do passeio. Eles me explicaram em tom chateado os motivos por não terem ido, mas já sorriam na sequência contando que o irmão, a irmã ou os primos foram, e que gostaram bastante do Sítio Vanessa. Muitas perguntaram quando seria o próximo passeio, e se iria demorar para acontecer novamente.


Celly Borges, Wendyl e Marcelo Amado (Editora Estronho)

Livros holandeses doados por Juliette Fernandes

Imagine se a gente resolvesse colocar no papel todas as áreas rurais do Brasil, que assim como a Estrada do Anhaia, ainda não receberam um projeto ou uma oportunidade de levar atividades culturais para as suas crianças.

O que fizemos foi tão pequeno, mas que estava ao nosso alcance, e eram coisas que nunca haviam sido feitas. Nos orgulhamos de ter essa oportunidade, de ter esse contato com a comunidade, com as crianças e com as professoras, conversar sobre leitura, mostrar para elas esse mundo da literatura e dos livros, que tanto nos encanta. O que fizemos foi tão simples. Simples como o acesso aos livros DEVERIA SER no nosso país.

Dona Josefa e gatinho
Nós não temos nenhum envolvimento com partidos políticos, igrejas, sindicatos, nada. Fizemos a biblioteca por conta própria, fizemos porque demos sorte em encontrar alguém como o Edemilson, pessoa de mente aberta, um cara agregador sempre preocupado com os problemas da comunidade. Junto do Edemilson a possibilidade de criar a biblioteca tornou-se realidade, ele nos permitiu criá-la em seu Sítio, em fazê-la existir. Fizemos isso porque somos leitores, porque amamos a leitura, e acreditamos que com o incentivo à leitura é possível formar pessoas mais preparadas para a vida.

Durante esse ano, muitas coisas boas aconteceram a partir da Biblioteca do Sítio Vanessa. Nós estreitamos laços com a Freguesia do Livro, biblioteca montada na Vila Zumbi, por Josiane Bibas e Ângela Marques, que desde a criação da Biblioteca do Sítio, nos ajudaram com numerosas doações de livros infantis e de literatura. Quando a Freguesia do Livro tomou novos rumos e virou um movimento literário, a Jô e a Ângela incluíram eu e o Juliano no projeto. Hoje somos Freguesia do Livro e Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa. Fazemos parte e colaboramos com os dois projetos, e colaboramos também com quem mais estiver precisando de ajuda para montar bibliotecas comunitárias e bibliotecas livres.Vemos essas colaborações (seja no contato diário, no contato eventual, na publicação de conteúdo através dos blogs e das redes sociais, fazendo a divulgação de outros projetos) como uma agregação de forças e de pessoas em torno da ideia e realização da difusão dos livros e da leitura.

Quanto mais pessoas aderirem aos projetos de incentivo à leitura, à prática dos livros-livres, à criação de bibliotecas comunitárias que deixam os livros à disposição das pessoas sem burocracia, aos livros ao alcance das mãos em comunidades afastadas, em lugares improváveis, no local de trabalho das pessoas, melhor!!!



Edemilson
A leitura transforma as pessoas, gera autonomia, liberdade, independência. A presença de uma biblioteca comunitária gerida pelos próprios moradores de uma localidade torna a comunidade mais forte, mais capaz, mais independente, mais atuante, mais consciente de seus direitos e de seus deveres. Temos observado isso desde que iniciamos a Biblioteca do Sítio. Pessoas que não se conheciam ou estavam fora de contato há muitos anos se reencontraram por causa da biblioteca, e juntas puderam ter várias ideias ainda mais empreendedoras em relação à educação, e ao incentivo à leitura.

Dona Benedita, Matilde, Dani pesquisando projetos  nas revistas de artesanato

Daiane, leitora assídua

Dona Josefa e Maria, mãe e filha fazem leituras no final de tarde um domingo de inverno
Leitores visitantes

Nós conquistamos muitos leitores, pessoas que passaram a fazer da leitura parte de sua rotina, através de livros, revistas, enciclopédias para pesquisas. Nós recebemos pedidos de livros, levamos muito material para o Sítio Vanessa. O acervou que iniciou com 30 livros de nossa própria estante, virou um acervo imenso com mais de 1000 livros das estantes de muitas e muitas pessoas que doaram, e colaboraram com a Biblioteca do Sítio. Literatura, Jornalismo, História, Filosofia, Meio Ambiente, Arte, livros infantis, livros para adolescentes, educativos, há muito material para ser pesquisado, para fazer trabalhos escolares, acadêmicos, e também para a leitura recreativa.

No dia 23 de Junho a Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa completará um ano. Nesse período, nós constatamos que há muito interesse pela leitura na Estrada do Anhaia, que há vontade da comunidade para receber pessoas voluntárias capazes de realizar atividades culturais, e organizar eventos recreativos, pedagógicos, voltados para a iniciação no mundo dos livros e ao incentivo à leitura. Há espaço para ações a serem executadas no campo cultural, literário, recreativo, pedagógico, ambiental. Só precisa começar a ser feito. Uma das coisas que observamos é que é urgente que as crianças tenham acesso à atividades contra-turno.

Escola Rural Municipal de Anhaia
Faz muita falta ter um espaço físico (uma sala, uma casa, uma garagem) organizada e dedicada à atividades culturais para as crianças e jovens do Anhaia, e também pessoas capacitadas e engajadas para o desenvolvimento de atividades semanais, quinzenais ou mensais para colaborar com a formação dessas crianças. A comunidade precisa de um lugar físico onde essas crianças possam fazer as atividades contra-turno, de voluntários capacitados para passar atividades para elas. E também precisa de um projeto que se estabeleça e tenha continuidade, para que as crianças não fiquem sem atividades no meio de sua formação.  Mas há potencial para ser feito um trabalho social muito grande por lá. Vejam como biblioteca não é apenas livros e leitores, é comunidade, é contato, é agregação de ideias, é tentar encontrar soluções para problemas (ou defasagens) que existem na educação do Brasil.


A Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa agora está voltada para a ampliação da biblioteca, como já foi comentado aqui no blog. Nós estamos abertos à ideias, a colaborações, a encontrar pessoas que sejam agregadoras, e que queiram colaborar de alguma forma. Se você estiver interessado, mande um email dizendo com que tipo de atividade, ideia ou material gostaria de ajudar para Dani Carneiro - email: bibliotecadositio@gmail.com

Para visitar a Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa, localizada no final da Estrada do Anhaia, s/nº, na entrada do Parque estadual do Pau Oco, Morretes/PR, entre em contato antecipadamente com o Edemilson Pereira através do email sitiovanessa@hotmail.com, para marcar a data da visita e horário. A visita para pessoas de fora da comunidade deve ser feita nos finais de semana, devido à disponibilidade do Edemilson.

0 comentários:

Postar um comentário