domingo, 25 de março de 2012

Bibliotecas!

Dias dedicados ao planejamento do Bate-Papo Literário em parceria da Editora Estronho. Serão 54 crianças das escolas rurais da Estrada do Anhaia participando, haverá sorteio de livros, distribuição de kits de leitura aos alunos, apresentação do acervo da Biblioteca do Sítio Vanessa, e atividades recreativas voltadas ao incentivo à leitura. Vai ser uma festa!

A Biblioteca do Sítio continua funcionando no armário restaurado pelo Edemilson. Continuamos estudando possibilidades e conversado sobre um local dentro do Sítio Vanessa para ampliar o tamanho da Biblioteca, sem que atrapalhe as atividades dos moradores, e que não interfira em seu local de trabalho. Por enquanto ela segue funcionando dentro da casa da Dona Josefa e do Edemilson. Uma hora a gente acha um lugar com mais espaço dentro do Sítio para acomodar mais livros.

No Sítio Vanessa tem esse imóvel onde antigamente funcionava a farinheira da família. Originalmente a casa foi construída para abrigar uma fábrica de balas de banana. Atualmente é a oficina de trabalho do Edemilson, onde ele abriga as suas ferramentas. Na entrada lateral fica o Mini Museu de Antiguidades com peças especialmente garimpadas pelo Edemilson. O Edemilson adora peças antigas como ferramentas, panelas de ferro, utensílios domésticos como ferros de passar roupa, objetos bem rústicos e bonitos que ele ganha dos amigos, que foram garimpados por ele ou que foram herdados de sua família. O lugar é lindo, todo adornado por plantas, quem sabe um dia possa ganhar um espaço para serem colocados os livros da Biblioteca por ali?


A construção já foi uma fábrica de balas, uma farinheira e agora é a oficina do Edemilson

Farinheira, fábrica de balas, museu e biblioteca?
             
Edemilson mostrando um tijolo muito antigo feito por escravos. 
Nesse tijolo ficou impressa a mão de um escravo.

Uma das peças que o Edemilson tem no museu.

No sábado eu e o Juliano ajudamos a Josiane Bibas, coordenadora da Freguesia do Livro a colar os adesivos da Freguesia nos livros que serão distribuídos para as bibliotecas comunitárias. Conversando e colando, já conseguimos adiantar muito o trabalho.

Já selecionamos vários livros e temos uma caixa prontinha para ser levada e entregue à Silvia Buchalla, coordenadora da Biblioteca do Nereidas em Guaratuba, no litoral do Paraná.

Hoje, o dia foi dedicado à colagem do adesivo da Freguesia do Livro em revistas e livros que serão levados para o Sítio Vanessa. Temos uma caixa de livros e uma sacolada de revistas sobre natureza, meio-ambiente e ecologia, história, filosofia, cuidados com a saúde e com o corpo, e educação. Muitas revistas são exemplares da "Vida Simples" sobre qualidade de vida, parte de uma extensa coleção que eu e o Juliano  colecionamos durante um tempo, e que estamos mandando para o Sítio desde a criação da Biblioteca. Essa revista é bem emprestada pela biblioteca. Vai faltar espaço! =)

Adesivo da Freguesia do Livro, colado em livro que será enviado para a Biblioteca do Nereidas em Guaratuba. No adesivo está escrito o seguinte: "Este livro faz parte de uma corrente literária. Depois de ler, devolva ou passe adiante". Colei os adesivos em aproximadamente 50 revistas que serão enviadas a Biblioteca do Sítio Vanessa, para que a ideia impregne nos leitores, seja praticada e assim a corrente de leitura nunca pare.

Revistas selecionadas para a Biblioteca do Sítio Vanessa em Morretes, 
já com o adesivo da Freguesia do Livro


Essa semana também publiquei um texto sobre a situação lamentável da Biblioteca Pública Municipal de Guaratuba, e eu gostaria de convidá-los a fazer a leitura, a formar uma opinião sobre o assunto, e ajudar a divulgar entre os amigos.

E você tem lido muito ultimamente? Espero que sim!
Faça boas leituras, doe livros, não deixe a corrente de leitura parar =)


Fotos: Juliano Rocha

0 comentários:

Postar um comentário