quinta-feira, 29 de março de 2012

Como as bibliotecas livres funcionam?

As bibliotecas são livres, o empréstimo é facilitado e acessível, sem enrolação ou burocracia, e cada uma tem um sistema bem parecido. Conheça as bibliotecas livres de Curitiba e Morretes.

Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa em Morretes. Temos um caderno de empréstimos, onde os leitores colocam o nome e o título do livro que emprestaram. Fizemos esse caderno com a intenção de que o leitor firmasse um compromisso com a devolução, visto que até então não existia nenhuma biblioteca na Estrada do Anhaia, e ninguém é obrigado a estar familiarizado com as normas de funcionamento de uma biblioteca, quando não se tem nenhuma por perto. Fizemos o caderno também para conhecer quais os livros que seriam os mais emprestados e queridos pelos leitores. Com o passar do tempo, percebemos que os leitores adotaram a biblioteca de braços abertos e os empréstimos passaram a ser praticados de uma maneira tão habitual, que até mesmo o caderno ficou livre, assina quem quer. Seguem as orientações de funcionamento que temos em nosso carimbo:



"Esse livro faz parte do acervo da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa. O livro pertence à comunidade. Fique com ele o tempo necessário para sua leitura e cuide como se fosse seu. Por gentileza não escreva, não rabisque, não use marcador de texto nesse livro para que o próximo a emprestá-lo tenha uma leitura tão agradável quanto à sua.  Se encontrar esse livro em uma biblioteca particular, faça-o circular, leia, empreste para alguém que ainda não leu ou devolva para a Biblioteca do Sítio Vanessa. Traga o livro de volta, assim você poderá emprestar outro. Conte para alguém que você gosta sobre o que leu nesse livro e que todos podem conhecer e emprestar livros na Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa". 

Biblioteca Livre Pote de Mel no Centro de Curitiba: 

"Leve este livro para onde quiser durante o 
tempo necessário; Cuide dele. Depois de ler, devolva; Este livro não deve pertencer a ninguém; Se ele estiver em prateleira particular, leve-o, leia-o, passe-o adiante ou devolva à Biblioteca Pote de Mel; Se quiser, doe um livro para a Biblioteca Pote de Mel".


Freguesia do Livro, movimento lítero-libertário que tem uma biblioteca na Vila Zumbi e um ponto de leitura em Colombo, região metropolitana de Curitiba, além de fornecer livros para diversas bibliotecas comunitárias: "Esse livro faz parte de uma corrente literária. Depois de ler, devolva ou passe adiante".


Minibiblioteca de Curitiba no Água Verde em Curitiba. "Livros não devem ficar guardados, devem circular e levar conhecimento ao maior número de pessoas possível. Se você tem livros que já leu, traga para cá. Se você deseja ler algum livro leve e se possível devolva para aumentar nosso acervo caso contrario repasse para outra pessoa interessada. Boa leitura!" 



Biblioteca Ice Book no Jardim das Américas em Curitiba: O empréstimo é feito na hora após o leitor deixar o nome e o título do livro, além de um contato telefônico em um caderninho de empréstimos. Empréstimo livre, o leitor só precisa devolver quando terminar de ler.


Você conhece mais alguma biblioteca que esteja promovendo empréstimos livres pela cidade? Ajude-nos a mapeá-las. Deixe um comentário no blog ou escreva para bibliotecadositio@gmail.com

Um comentário: