sábado, 25 de junho de 2011

Acesso à palavra impressa


A ideia de montar de forma voluntária uma Biblioteca Comunitária no Sítio Vanessa surgiu da possibilidade de levar livros às pessoas que não tem acesso facilitado a uma biblioteca pública perto de casa. Proporcionar o contato com livros às pessoas que vivem em meio à natureza exuberante, porém sem nenhuma forma de apoio governamental na área de incentivo à leitura. O Sítio Vanessa administrado por Edemilson Pereira, uma pessoa tão engajada com o bem da comunidade merece ter um local reservado para uma biblioteca, onde inúmeras pessoas que por ali passem, poderão desfrutar dos livros.
O objetivo da biblioteca é tornar os livros disponíveis a leitores de todos os lugares e garantir a eles o livre acesso à nossa herança cultural. Os livros estão disponíveis para empréstimo a qualquer pessoa da região do Anhaia ou da cidade de Morretes. Eles também estão disponíveis aos visitantes do Sítio Vanessa que venham de outras localidades do Brasil. Os livros estão livres a todos para empréstimo sem restrições.

Toda doação é bem vinda.


Como Doar:

Livros usados ou novos serão muito bem vindos. Se você estiver interessado em fazer doações de revistas, materiais didáticos, enciclopédias, gibis, mapas, dicionários, favor entrar em contato por e-mail com os colaboradores da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, Juliano Rocha e Daniele Carneiro pelos seguinte email: bibliotecadositio@gmail.com e veremos a melhor forma para receber as doações. Elas prontamente serão repassadas para a biblioteca em Morretes.

Crédito da Foto: Juliano Rocha

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Lista inicial de livros da biblioteca do sítio

1. 102 Minutos – A História Inédita da Luta pela Vida nas Torres Gêmeas – Jim Dwyer / Kevin Flynn (História)
2. A Morte de Bunny Munro – Nick Cave (Literatura)
3. A República – Platão (Filosofia)
4. A Viagem do Descobrimento – Eduardo Bueno (História)
5. Ana Karênina Vol.I – León Tolstoi (Literatura)
6. Ana Karêninca Vol. II – Leon Tolstói (Literatura)
7. Bravos Combatentes da F.E.B – Carmen Lúcia Rigoni (História)
8. Caninos Brancos – Jack London (Literatura)
9. Carta Sobre os Cegos / Carta Sobre os Surdos e Mudos – Diderot (Filosofia)
10. Cinema Contemporâneo – Grandes Temas (Cinema)
11. Código dos Homens Honestos – Honoré de Balzac (Literatura)
12. Dicionário Caldas Aulete – Volume 1
13. Dicionário Caldas Aulete – Volume 2
14. Dicionário Caldas Aulete – Volume 3
15. Dicionário Caldas Aulete – Volume 4
16. Dicionário Caldas Aulete – Volume 5
17. Eles Não Voltaram – Jamil Amiden (História)
18. Fernão Capelo Gaivota – Jonathan Seagull (Literatura)
19. Meus Poemas Preferidos – Manuel Bandeira (Poesia)
20. New York Style – Angelika Taschen (Design)
21. O Cabeleira – Franklin Távora (Literatura)
22. O Desafio do Mar – Vilmar Berna (Literatura Infantil)
23. O Deserto dos Tártaros – Dino Buzzati (Literatura)
24. O Diamante do Tamanho do Ritz e outros contos – Francis Scott Fitzgerald (Literatura)
25. O Jogador – Feódor Dostoiévski (Literatura)
26. O Paraná na F.E.B. – Agostinho José Rodrigues (História)
27. O Pensamento Vivo de Einstein – Coletânea (Filosofia)
28. Olhai os Lírios do Campo – Erico Verissimo (Literatura)
29. Os 25 Melhores Poemas de Charles Bukowski – Charles Bukowski (Poesia)
30. Os Desafios da Terapia – Irvin D. Yalom (Psicoterapia)
31. Triste Fim de Policarpo Quaresma – Lima Barreto (Literatura)

Um começo


23 de junho de 2011

Hoje demos o pontapé inicial à Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa no bairro de Cabrestante, comunidade localizada no final da Estrada do Anhaia, distante 15 km do centro de Morretes, na Serra do Mar do Paraná.
O Sítio Vanessa é de propriedade do ambientalista Edemilson Pereira, e fica na entrada do Parque Estadual do Pau Oco. Reunimos 30 livros de história, literatura, filosofia, poesia, cinema, design, e dicionários que tínhamos em casa para darmos início a esse projeto, uma biblioteca comunitária em um sítio em meio à natureza exuberante daquela região. O acervo é pequeno, mas já é um começo, estamos certos disso.
Segundo o Edemilson nos contou, são quatro comunidades de sítios, chácaras e casas, bairros que formam a região: Anhaia, Mundo Novo do Anhaia, Rodeio e Cabrestante. A comunidade Cabrestante encontra-se mais distante do centro de Morretes. Não há uma contagem exata de habitantes que seja do conhecimento geral por lá, mas acredita-se que aproximadamente 150 famílias vivem nessas comunidades.

Conhecemos o Edemilson há pouco tempo, ele trabalha em uma gráfica em Morretes, e em seu tempo livre, ele se dedica aos assuntos ambientais da região. Nós nos encantamos com a maneira como ele se envolve de forma apaixonada com assuntos relacionados à natureza, sustentabilidade, e ao bem estar dos moradores. Observamos que ele tem um envolvimento de forma natural nos assuntos que concernem à sua comunidade e as comunidades mais próximas. Ele também cuida da região onde mora, preocupando-se com a natureza ao redor (ele foi a primeira pessoa a dar o alerta às autoridades responsáveis de que um desastre natural parecido com o que aconteceu em Teresópolis e Nova Friburgo poderia acontecer em Morretes). Veja a reportagem.
Como todos sabemos, um desastre natural aconteceu em Morretes em março desse ano, uma enchente com desmoronamentos destruiu várias comunidades, e causou a morte de pessoas na cidade e também em Antonina.

O Edemilson assim como nós é cheio de projetos, que requerem tempo, investimento, autorizações e mão na massa, que acabam nunca saindo do papel. Como há muito tempo falávamos em dar início a uma biblioteca comunitária, mas não tínhamos encontrado um local onde pudéssemos começar a dar forma a essa vontade, quando conhecemos o Edemilson, sua família e um pouco da sua vida, enxergamos que ali poderia haver pessoas para as quais uma biblioteca seria o começo de muitas coisas. Então partimos para a ação. Certeza de que o item 5 da Pote de Mel de “Como criar uma biblioteca comunitária em 1 passo simples” pesou na hora da decisão de colocarmos a vontade em prática: “Ao ter a iniciativa para a criação de uma biblioteca desse tipo, seja rápido. É quase uma ação de guerrilha”. Foi exatamente o que fizemos quando encontramos a pessoa certa, e o lugar certo.
Levamos os livros da nossa estante, e como sempre, fomos recebidos de maneira extraordinária pelo Edemilson, por suas irmãs e sua mãe, a Dona Josefa. 
Os livros já estão lá no sítio, disponíveis aos moradores, visitantes, enfim aos leitores. Agora vamos partir para a segunda parte, que é a de arrecadar mais livros para o pessoal de Morretes.
Hoje vamos dormir com a certeza de que empreendemos algo bom, vamos dormir felizes. Agora temos um estímulo a mais para terminar nossas leituras logo, e passar os livros a outras pessoas que poderão desfrutá-los. O que interessa é que agora eles têm uma biblioteca para partlhar muitas histórias, leituras e alegrias.




Texto: Daniele Carneiro
Crédito das Fotos: Juliano Rocha